7 máximas para ajudar a combater o desperdício alimentar

Por decreto da Assembleia da República, 2016 será o Ano Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar.

Cerca de um terço dos produtos alimentares que adquirimos acabam por ser desperdiçados. Paradoxalmente, para algumas pessoas a dificuldade no acesso à alimentação continua a aumentar. Este contra senso está muito associado aos problemas da desnutrição e da obesidade.

Se quer ajudar a amenizar este problema, reduzindo o desperdício alimentar em sua casa, comece o Ano Novo seguindo estas 7 máximas:

  1. Elabore uma ementa semanal ou mensal para planear com antecedência as compras de alimentos de acordo com o consumo de toda a família e de acordo com o stock que ainda tem em casa;
  2. Prepare e cozinhe as refeições de acordo com as necessidades, evitando quantidades excessivas;
  3. Ao adquirir os produtos, consulte o rótulo e verifique sempre o prazo de validade, bem como as condições das embalagens: o estado das mesmas pode demonstrar que o produto não se encontra bom para consumo;
  4. Ao adquirir produtos que se encontrem em promoção, verifique se irá consumir todo o produto dentro do prazo de validade. Esta máxima ganha especial importância nas promoções em que se comercializam grandes quantidades de produto;
  5. Sempre que previr que os produtos frescos não serão consumidos em tempo útil, considere optar por congelados;
  6. Reutilize as sobras das refeições na elaboração de novos pratos, sopas ou outras entradas;
  7. Consulte a informação constante nas embalagens dos produtos relativa ao método de conservação dos mesmos.

Liliana Oliveira, Nutricionista do Movimento 2020.
Membro da Ordem dos Nutricionistas nº2005N.

E já que falamos de aproveitar alimentos, aqui ficam duas receitas saudáveis que pode fazer com as sobras de outras refeições:

Hamburger de camarão e bacalhau
Bola de peixe

PUB PUB