BLW ou Bliss, quais as diferenças?

AE bebe bliss web | Auchan&Eu

A alimentação BLW (Baby Led Weaning) é uma abordagem alternativa à alimentação tradicional, quando os bebés começam a introduzir os alimentos diferentes do leite materno ou de fórmula, na sua dieta.

BLW
Como explica Maria Fernandez, autora do projeto Baby Led Weaning “é o próprio bebé quem guia o ritmo da introdução dos alimentos, saudáveis, seguros e variados, que são oferecidos no seu estado natural, sem necessidade de papas nem purés, incentivando o bebé a tocá-los e a levá-los à boca com as suas mãos e pela sua própria iniciativa”.

Adeus colher!
Os alimentos são oferecidos no seu estado natural, ou confecionados de forma muito simples e em pedaços, para serem fáceis de manipular sem intervenção do adulto. Poderá consultar aqui algumas dicas para preparar os alimentos na abordagem BLW. De referir que, nesta fase, o bebé ainda mantém o leite materno (ou de fórmula) na sua alimentação diária, como alimento principal.

E o BLISS?
Conhecemos esta abordagem desde 2002, mas ao longo dos anos, desde que se começou a colocar em prática, ela tem vindo a sofrer modificações, de forma dar resposta às principais questões colocadas.

Foi través do protocolo de pesquisa BLISS que um grupo de investigadores da universidade de Otago começou a dar orientações mais específicas, para além de deixar o bebé comer com as mãos. Sabemos hoje que devemos oferecer alimentos ricos em ferro e de alto valor energético em cada refeição, assim como evitar oferecer alimentos considerados de alto risco para o engasgamento. Este estudo veio dar um contributo importante na redução das preocupações com a segurança na alimentação dos bebés. O estudo veio dizer que o BLW bem acompanhado pode ser encorajado, com o objetivo de diminuir a incidência de comportamentos como a neofobia, a recusa alimentar e outros distúrbios alimentares, cada vez mais frequentes na infância.