Qual é o melhor chocolate?

Será que podemos incluir chocolate numa alimentação saudável e equilibrada? E que tipo de chocolate devemos consumir?

O chocolate é produzido a partir da semente do cacau (da planta cacaueiro). A diferença entre os vários tipos de chocolate tem a ver com a concentração de cacau. Como tem um sabor muito amargo, é normalmente confecionado com outros ingredientes, nomeadamente o açúcar, o leite e os frutos. Isto dá origem a uma grande diversidade de chocolates: chocolate preto, branco, de leite, com recheio, entre outros. No entanto, a concentração destes ingredientes varia de acordo com o tipo de chocolate. O chocolate preto é o que tem maior concentração de cacau quando comparado com o chocolate de leite e o chocolate branco. O chocolate de leite tem uma percentagem inferior, e o branco não tem qualquer concentração de cacau.

Vejamos a composição nutricional (média):

O chocolate preto apresenta um teor de gordura superior ao chocolate de leite e ao branco, devido à gordura presente no cacau (adicionada ao chocolate sob a forma de “manteiga de cacau” e “pasta de cacau”). No entanto, tanto o chocolate de leite como o branco irão apresentar maior quantidade de açúcares simples.
Mas será que o cacau presente no chocolate tem benefícios?

O cacau é rico em flavonóides, substâncias antioxidantes que conferem vários benefícios:

  • Propriedades anti-inflamatórias;
  • Diminuição do risco de Doenças Cardiovasculares;
  • Controlo da pressão arterial;
  • Redução do colesterol LDL (colesterol “mau”) e aumento do colesterol HDL (“colesterol “bom”).

Para além dos flavonóides, o cacau tem também na sua constituição triptofano e cafeína. O triptofano é um aminoácido que estimula a produção de serotonina – neurotransmissor relacionado com as sensações de felicidade, prazer e bem-estar – enquanto que a cafeína desempenha um papel estimulante e de melhoria de concentração.

Assim, na escolha do tipo de chocolate a consumir, deverá preferir o chocolate preto (com mais de 70% de cacau), evitando os que têm açúcar adicionado, leite, amêndoa, passas, recheios, bolacha, que irão aumentar o aporte calórico e gordura. Assim, a leitura correta do rótulo torna-se muito importante na escolha do “melhor chocolate”. Deverá analisar a lista de ingredientes, tendo em consideração que são descritos em forma decrescente, sendo que os primeiros são os que estão presentes em maior quantidade.

O consumo de chocolate preto pode ser integrado num estilo de vida ativo e saudável, no âmbito de uma alimentação completa, variada e equilibrada.

Mariana Salazar de Sousa,
Nutricionista do Jumbo, Membro da Ordem dos Nutricionistas 3196N