Pequenos-almoços: os erros mais comuns e os seus efeitos no resto do dia

Pequeno-almoço, a primeira refeição do dia, depois de uma boa noite de sono. Uma refeição para nos dar energia logo pela manhã e nos permitir começar o dia da melhor forma. Como costuma ser o seu pequeno-almoço? Que combinações costuma fazer? É sobre isso que falamos este mês.
Antes de mais é fundamental que saia de casa já com o pequeno-almoço tomado.

Existem bastantes opções saudáveis, sendo a composição nutricional desta refeição determinante para um dia cheio de energia. É essencial termos atenção a que alimentos escolhemos, uma vez que influencia o resto do nosso dia alimentar. O que comemos na primeira refeição do dia irá influenciar também a nossa fome no final do dia, parte do dia em que muitas vezes estamos mais relaxados e com vontade de descansar, ou seja, em que nos apetecem algum tipo de alimentos menos saudáveis. Por isso mesmo é tão importante termos em atenção todos os alimentos que ingerimos diariamente.

Um dos grandes erros que fazemos passa por consumir cereais altamente açucarados logo pela manhã. É fundamental deixar este tipo de alimentos sempre de lado. Se gosta de começar o dia com cereais, opte por flocos de aveia. Há imensas combinações possíveis para utilizar estes cereais, seja como papas de aveia, panquecas ou waffles, ou até apenas misturadas com iogurte.

Escolha pão escuro e deixe o pão branco de lado. Opte por pão de sementes, integral, de centeio ou de mistura. Este tipo de pão tem maior quantidade de fibra e por isso mesmo ajuda-nos a manter a saciedade ao longo do dia – um aspeto muito importante para conseguirmos manter refeições equilibradas no nosso dia-a-dia. Caso tal não aconteça, é mais provável que façamos alguns erros, optando por alimentos menos saudáveis.

Se gosta de iogurtes, opte pelos naturais ou magros com aromas. O melhor é escolher sempre alimentos mais simples, ou seja, deixar de lado iogurtes que tenham adicionados cereais, pedaços de fruta ou sementes. Quando optamos por esse tipo de iogurtes, a quantidade de açúcar é bastante mais elevada que a dos iogurtes naturais ou magros com aromas. Dica: Se quer pedaços no seu iogurte, junte uma peça de fruta. Caso queira aumentar a fibra do seu iogurte, junte uma colher de sementes de linhaça moída ou de chia.

Sumos naturais. Serão uma boa opção? De vez em quando! Para fazer um sumo de laranja normalmente utilizamos duas a três laranjas, o que significa que acabamos por comer logo essa quantidade de fruta toda de uma vez, esgotando assim as restantes peças de fruta que poderia comer no resto do dia. Além disso, a fibra presente na fruta é removida.

Maria Gama, Nutricionista e autora do projeto Põe-te na linha
Membro da Ordem dos Nutricionistas nº1727N