5 coisas que os gatos detestam

Muito barulho por nada!

Os gatos são elegantes, ágeis e silenciosos. O silêncio garante-lhes a segurança. As vocalizações que emitem são sempre associadas a necessidades e fases muito concretas: pedir algo, chamar a atenção durante o cio, etc. O ruído exterior incomoda-os e preferem dormir em zonas da casa mais calmas, caso contrário estarão sempre em alerta.

Cheira mal!

O olfato dos felinos é muito apurado e cheiros intensos incomodam. Alguns podem até ser nocivos como por exemplo: a acidez dos citrinos, a cebola, o fumo do tabaco, todos os produtos com álcool, etc.

Está sujo!

A higiene é muito importante para os gatos. Não só da casa de banho, como também da zona onde comem e bebem.
A caixa de areia deve ser limpa diariamente e lavada a fundo com regularidade. Um cheiro intenso a fezes e urina pode levar o gato a não fazer as suas necessidades dentro da caixa.
O mesmo acontece com a zona da comida: deve estar afastada da casa de banho, e a água deve estar sempre limpa e de preferência afastada dos alimentos sólidos. Se o aroma da comida contaminar a água, o gato não vai beber.

Abraços apertados

Os gatos adoram festas e sabem pedir mimos e colo aos humanos. O que não suportam são abraços apertados. É importante dar espaço e estimular o contacto físico só quando se aproximam voluntariamente dos humanos.

Salpicos e banhos

Alguns felinos adoram água e tomam banhos na natureza com frequência, como por exemplo os tigres. No entanto, os gatos caseiros têm tendência a fugir dos banhos e a ficar arrepiados quando são salpicados com água. Os gatos não necessitam de tomar banho porque são muito eficazes na sua higiene pessoal. Mesmo assim, nutrem um certo fascínio pela água corrente, para brincar e até beber.

PUB PUB