Os nossos livros do mês

AE casa livros web | Auchan&Eu

Novo mês, novas leituras! Fique a par das novidades:

Princesa de coração

Ellie é a princesa rebelde de Maradova que esconde a sua identidade. Lottie é a guardiã de Ellie, agindo como a princesa em público para garantir a sua segurança. Jamie é o partisan de Ellie, o seu guarda-costas que jurou proteger-lhe a vida a todo o custo.

Lottie, Ellie e Jamie regressam a Rosewood para mais um ano, mas continuam a recuperar do choque de que o líder dos Leviathan – a organização secreta que está determinada a derrubar a princesa de Maradova – é alguém muito próximo. Juntos, têm de descobrir os planos diabólicos dos Leviathan, uma tarefa que se complica quando um dos espiões da organização chega ao colégio.

A amizade está em jogo, as famílias têm de se unir e os seus corações estão em risco de se partirem…

Tu és perfeita como és

Maria Nunes não é a típica influenciadora das redes sociais: ela tem curvas, já usou aparelho nos dentes, nem sempre está maquilhada e, às vezes, até partilha fotos de pijama. Numa era em que todos querem ser perfeitos, ela é a prova de que é possível ser-se imperfeitamente… feliz!

Com quase 1 milhão de seguidores no Instagram e no TikTok, Maria Nunes inspira todos os dias os jovens a amarem-se tal como são. A escola, os amigos, os namorados e os pais, ela sabe que as coisas nem sempre são fáceis… mas há uma forma de contornar os obstáculos.

Este livro vai ajudar-te: quando sentires que não tens amigos, que os teus pais não te compreendem e que é impossível conseguires safar-te na escola, a Maria tem o conselho certo para ti.

Um livro repleto de dicas e conselhos e uma palavra especial para os pais!

O segredo do bem estar

A Dra. Olivia Remes, investigadora de Saúde Mental na Universidade de Cambridge, passou a última década a descobrir os segredos para reduzir a ansiedade, o stresse e o pânico. Neste pequeno livro, com base nos estudos científicos mais recentes, a autora oferece-nos 50 soluções simples, rápidas e eficazes para combatermos as alterações de humor que nos bloqueiam.

Tocando em todas as áreas do dia a dia, da sensação de se estar completamente assoberbado e sem tempo para fazer o que é preciso, passando pela dificuldade em tomar decisões e sem esquecer a baixa motivação ou autoestima, as dicas simples e os truques de resultado imediato que encontramos nestas páginas vão, a curto prazo, aliviar a pressão que sentimos e, a médio e longo prazo, produzir efeitos de superação pós-traumática.

A Dra. Olivia Remes pensou muito claramente nos objetivos a alcançar com este livro. Recuperemos o controlo sobre as nossas vidas, aplacando preocupações, acabando com a procrastinação e parando de nos culparmos, no fim do dia, e quase sempre, a nós mesmos.

Sinta a calma, a confiança e a resiliência voltarem a si.

As pessoas invisíveis

Em 1980, é encontrado em Berlim um caderno que relata a descoberta, em terras portuguesas, de uma jazida de ouro, segredo que levará o leitor aos anos da Segunda Guerra Mundial, à exploração de volfrâmio e à improvável amizade de um engenheiro alemão com o jovem Xavier Sarmiento, que descobre ter o dom de curar e se fascina com a ideia de Poder. É a sua história, de curandeiro e mágico a temido chefe das milícias, que acompanharemos ao longo do romance, assistindo às suas curas e milagres, bem como aos amores clandestinos e à fuga intempestiva para África.

Percorrendo episódios da vida portuguesa ao longo de cinco décadas – das movimentações na raia transmontana durante a Guerra Civil de Espanha à morte de Francisco Sá Carneiro –, As Pessoas Invisíveis é também a revisitação de um dos eventos mais trágicos e menos conhecidos da nossa História colonial: o massacre de um grande número de nativos forros, mostrando como o fim legal da escravatura precedeu, em muitas dezenas de anos, a sua efectiva abolição.

Entre realismo e magia, Poder e invisibilidade, ignomínia e sobressalto, o presente romance, de uma maturidade literária exemplar, foi o vencedor do Prémio LeYa em 2021.

O Rowley Apresenta: Histórias supimpas de arrepiar

Assustadoramente parvo!

Agarra na lanterna, mete-te debaixo dos cobertores e mergulha no mundo comicamente estranho do imaginário do Rowley, o melhor amigo do Greg Heffley. Vais encontrar zombies, vampiros, fantasmas e finais que deixam qualquer um com pele de galinha. As histórias de arrepiar do Rowley vão deixar-te a rir à gargalhada… ou cheio de medo do escuro! Estás pronto para esta aventura cómica e arrepiante?

Do mesmo autor da coleção infantojuvenil mais vendida em Portugal: O Diário de um Banana

Naufrágio

O novo romance de João Tordo conta-nos a história de um homem à deriva, enredado nos seus fantasmas e obrigado a enfrentar a mais terrível das acusações.

Aos sessenta anos, o romancista Jaime Toledo enfrenta vários problemas. Não escreve há uma década, foi diagnosticado com cancro e, de repente, dá por si no epicentro de um escândalo. Escritor de renome em Portugal, a polémica lança-o para o abismo – sem carreira, sem dinheiro e sem casa, com os livros a ganhar pó nos armazéns, depois de banidos pela sua editora, toma uma decisão radical: deixar tudo para trás e mudar-se para um barco decrépito, fundeado nas docas de Lisboa. É no Narcisse – um minúsculo «barco mágico» -, na companhia de uma velha guitarra e de um cão chamado Sozinho, que Jaime procurará devolver o sentido à sua vida, reconciliando-se com o passado: as relações conturbadas com as mulheres, o abandono da escrita, a culpa que o corrói.

Até que, um dia, a aparição de uma figura do passado mudará tudo, desviando a narrativa para um lugar inesperado. Estará nas mãos de Jaime decidir se este naufrágio é o fim ou um caminho para algo novo.

Naufrágio é um corajoso romance sobre o amor e as relações entre os sexos, uma reflexão sobre a memória e a culpa, e as linhas difusas que definem as fronteiras pessoais, sociais e morais. Através de Jaime Toledo, João Tordo traça o perfil de um homem em busca da redenção possível, num mundo mais rápido a julgar do que a refletir, e onde é mais fácil condenar do que estender a mão.

Música, só música

Seis deliciosas conversas que inflamam a paixão e o prazer de escutar música. Toda a gente sabe que Haruki Murakami gosta tanto de música moderna e de jazz como de música clássica. Esta paixão não só o levou a ser dono de um clube de jazz em Tóquio, o famoso Peter Cat, como a impregnar de referências e vivências musicais a maioria dos seus romances e contos.

Neste livro, o escritor japonês mais famoso do mundo partilha com os leitores os seus gostos, as suas opiniões e, sobretudo, o desejo de saber tudo e mais alguma coisa sobre a arte da música, elemento de união entre milhões de pessoas espalhadas pelo mundo.

Ao longo de dois anos, Murakami e o seu amigo Seiji Ozawa, antigo diretor da Orquestra Sinfónica de Boston, mantiveram estas conversas, deliciosas a todos os títulos, sobre conhecidas peças de Brahms e Beethoven, Bartók e Mahler, sobre diretores de orquestra como Leonard Bernstein e solistas fora de série como Glenn Gould, sobre peças de música de câmara e sobre ópera. Enquanto os dois ouvem discos e comentam diferentes interpretações, os leitores assistem a sumarentas curiosidades e confidências que por certo os contagiarão e despertarão neles o entusiasmo e o prazer infindável de desfrutar da música com novos ouvidos.