Ventresca de atum, deliciosa e muito apreciada. Sabe porquê?

Ventresca: deliciosa e apreciada

O termo ventresca refere-se à zona do ventre do animal. A ventresca de atum refere-se à parte do atum proveniente do ventre/barriga. Estes filetes da barriga do atum caracterizam-se por serem peças mais gordas, apresentando assim uma textura cremosa, macia e rica em sabor. Isto faz com que seja muito apreciada.

A ventresca caracteriza-se, teoricamente, por ser uma zona mais gorda do atum.

No entanto, o atum tem grandes variações de gordura naturais, ao longo do ano. Varia consoante o momento de captura, a zona onde é capturado, a temperatura das águas, entre outros. As variações do teor de gordura no atum podem ser entre 20 a 40%. Isto quer dizer que a zona da ventresca será mais gorda que outras zonas do atum, se estivermos a falar do mesmo exemplar de peixe. Esta comparação pode ser apenas feita no mesmo peixe, devido à grande variação de gordura que existe no produto.

Quando consumir atum em lata, ventresca ou posta, opte pelas versões em natural ou em conserva de azeite.

Tenha em atenção que, quando consome o atum em azeite, para além da gordura natural do atum, acresce a gordura do azeite no qual o produto está conservado. Ambas as gorduras são consideradas mais saudáveis, mas não deixam de aportar um elevado valor calórico. Sendo assim, faça um consumo consciente. Se já está a consumir o atum em azeite, não necessita de adicionar mais azeite para temperar os legumes que acompanhem a refeição, por exemplo.

Quando consultar o valor nutricional dos rótulos, dos vários produtos, tenha também em atenção que o azeite (ou óleo) são também contabilizados para cálculo do valor nutricional total.

Valor nutricional conservas de atum
Inspire-se nas nossas receitas com atum!