Recomendações alimentares para quem deixa de fumar

Dollarphotoclub 50940289 web | Auchan&Eu

17 de novembro,
Dia Mundial do Não Fumador.

Quem pondera deixar de fumar pode ter a preocupação do consequente risco de aumento de peso. Quando se deixa de fumar há uma ligeira diminuição do gasto de energia. Mas a maior responsabilidade é geralmente atribuída há substituição do cigarro pelo consumo de alimentos ricos em energia, ou seja, ingerem mais calorias. Com a alimentação correta é possível prevenir essa situação. Para consumir menos calorias sugerimos que:

  • Faça refeições mais pequenas e frequentes;
  • Confecione com pouca gordura, opte pelos assados sem molho, cozidos, grelhados, moderando a quantidade de gordura utilizada para temperar (geralmente 1 colher de sobremesa é suficiente);
  • Ao almoço e jantar inicie a refeição com sopa de legumes e aumente a quantidade de legumes que coloca no prato;
  • Substitua os produtos lácteos por outros magros;
  • Limpe a carne de gorduras visíveis;

Pode ainda fazer pequenas atividades físicas diariamente: evite utilizar o elevador (pelo menos, 1 ou 2 andares), dê pequenos passeios, deixe o carro um pouco mais longe do seu destino, arrume o comando da televisão (ainda se lembra como era?) e dê uma volta ao quarteirão depois das refeições.

O consumo de carne e de bebidas alcoólicas ou com cafeína parece aumentar a vontade de fumar devendo ser evitados. Por oposição o consumo de alguns alimentos como fruta, legumes e produtos lácteos parece conferir sabor desagradável aos cigarros. Quando sentir vontade de um cigarro ou comer um doce, sugerimos:

  • rebuçados sem açúcar (preferencialmente mentolados); pastilhas elásticas sem açúcar (verifique se estas não aumentam o apetite);
  • fruta fresca;
  • leite ou iogurte magros;
  • palitos de cenoura ou de pepino, rabanetes ou outros legumes que sejam “estaladiços”.

Ana Catarina Moreira, Licenciatura em Dietética e Nutrição da ESTeSL.

Deixe de fumar sem pensar no seu peso! Saiba como, aqui.