Quer saber o que pode comer no Natal se sofre de Doença Inflamatória do Intestino?

Dollarphotoclub 73711898 web | Auchan&Eu

Se sofre de Doença Inflamatória do Intestino (Doença de Crohn ou Colite Ulcerosa) é natural que faça algumas restrições alimentares, essencialmente por receio do efeito que certos alimentos têm nos seus sintomas.

No entanto, muitas dessas restrições são injustificadas, ainda que alguns alimentos (por exemplo, ricos em fibra ou gordura) possam mesmo alterar o trânsito intestinal e com isso condicionar o seu bem-estar.

No período do Natal acabamos por ingerir determinados alimentos, especialmente doces, que durante o ano são menos frequentes. Mas será que se exige, a estes indivíduos, alguma restrição na ceia de Natal? A resposta é não. Tal como qualquer pessoa, devem fazer uma refeição agradável, composta por ingredientes de boa qualidade e consumidos com moderação.

Tanto o bacalhau como o peru são alimentos com baixo teor de gordura e excelente valor em proteínas. A batata ou o arroz são alimentos energéticos, fundamentais para a refeição. No caso dos alimentos ricos em fibra, como as couves ou as leguminosas (por exemplo, o grão) um consumo elevado pode provocar maior desconforto abdominal. Por isso tente variar o tipo e a confeção dos legumes. Nesta época festiva opte por temperar as refeições com ervas e especiarias anti-inflamatórias, como o gengibre ou a curcuma, evitando a gordura em excesso. À sobremesa consuma sempre fruta e modere o consumo de doces.

Ingredientes de qualidade e moderação são as palavras-chave para uma ceia saudável.

 

Catarina Sousa Guerreiro, docente da licenciatura em Dietética e Nutrição da ESTeSL.
Co-autora do livro “Alimentação & Doença Inflamatória do Intestino”.
Membro da Ordem dos Nutricionistas nº0526N