Cozer a vapor – Métodos e Vantagens

cozer a vapor | Auchan&Eu

Quando se fala em alimentos cozidos, a reação comum é de pouco entusiasmo. Passa logo pela cabeça a imagem de peixe cozido com batata e um qualquer vegetal, refeição que nos fez reclamar em crianças. Mas se, em adultos, já percebemos como um bom cozido pode ser saboroso e agradável, a opção de cozer a vapor eleva ainda mais esses sabores.
Ao colocar ou cozer um alimento em água, alguns dos nutrientes são deixados a flutuar na mesma, especialmente os minerais. Isto é um desperdício, já que na maioria das vezes não ingerimos essa água (exceto no caso da sopa). Cozer a vapor faz com que o sabor e os nutrientes não se percam, pois os alimentos não estão em contacto com a água.

Pode utilizar vários equipamentos/técnicas, dos mais sofisticados aos mais simples:

  • Forno a vapor ou vaporeira
  • Máquinas específicas para cozer a vapor (alguns modelos têm vários “andares” ou prateleiras)
  • O wok e respetivo acessório para cozer a vapor
  • Aplicação para tacho (com o mesmo formato do tacho, este utensílio tem buracos no fundo para a passagem do vapor; Coloca-se por cima do tacho com água, sendo a tampa do mesmo tacho colocada por cima)
  • Cesta de inox (semelhante a um aparelho para escorrer massa)
  • Cesta de bambu

Nas opções em que tem de usar o fogão, recipiente com água e aplicação para os alimentos, deve ter em conta alguns aspetos:

  • A água deve estar bastante quente, quase a ferver, ao colocar os alimentos; em seguida, deve manter o lume brando para manter a fervura da água e uma fonte constante de vapor.
  • A aplicação/recipiente dos alimentos não pode estar em contacto com a água.
  • Não vale a pena adicionar sal à água, mas pode juntar ervas aromáticas, rodelas de limão e outros aromas.

Uma outra opção é cozinhar em papelote, em que é a própria água do alimento que cria o vapor dentro do envelope.

Os tempos de cozedura são variáveis, dependendo do tipo de alimento e como está cortado, mas cozer a vapor pode ser até mais rápido que uma cozedura com água clássica. Por isso, vá testando de vez em quando, sempre tendo cuidado ao retirar a tampa a meio da cozedura, pois nesse momento irá sair bastante vapor quente. Se o tempo de cozedura tem de ser rápido, os alimentos deverão ser cortados em pequenos pedaços uniformes.
Pode cozinhar legumes, batatas, peixe, marisco, pudins, massas tipo raviolis, … e temperar com alho moído e ervas aromáticas.

Experimente qualquer uma destas opções sem adicionar sal e verá que irá provar o sabor natural do alimento como nunca tinha sentido antes.

E aproveite para experimentar esta deliciosa receita ao vapor sem adição de sal!

 

Tânia Miguel Soeiro, Coach da Your Challenge, Formadora e Nutricionista do Nutrihome.
Membro da Ordem dos Nutricionistas nº0588N.