Consumir mais peixe fresco

O peixe é rico em proteína, de alto valor biológico e, comparando com a carne, é um alimento de fácil digestão. Para além disso, tem várias vitaminas e minerais essenciais ao nosso organismo e os peixes “azuis” (como cavala, carapau, sardinha e salmão) contêm ácidos gordos essenciais ómega 3, que contribuem para o normal funcionamento do coração. Possuem também alto teor de vitamina D, B12 e selénio.

Há muitas razões para consumir mais peixe, pois este é mesmo bom para a nossa saúde!

Compre peixe fresco e saiba como o congelar, para ter peixe para mais refeições e manter todas as suas qualidades nutricionais e organolépticas (de sabor, textura e cheiro).

Na hora da compra, como escolher?

Quando escolher o peixe faça uma avaliação ao seu aspecto:

  • pele – brilhante, de tonalidade viva, húmida e sem lacerações
  • escamas – aderentes à pele, unidas entre si, translúcidas e com brilho
  • guelras – de cor vermelha ou rosa, brilhantes, húmidas e com pouco muco translúcido
  • opérculo (membrana que reveste as guelras) – rígido e que oferece resistência à abertura
  • olhos – salientes, negros, brilhantes e translúcidos
  • cheiro – agradável e característico a maresia
  • textura da carne – firme, elástica e aderente às espinhas
  • coluna vertebral – inteira e aderente à carne
  • barriga – intacta

Aproveite e peça na peixaria para arranjarem o peixe, e que o arranjem consoante as refeições que pretende. Divida em postas ou lombos, consoante a sua organização, para poder congelar ou confeccionar consoante as porções que necessita.

Congelar peixe

  • Antes de congelado, o peixe deve ser livre de vísceras e escamas. É mais simples, se solicitar na peixaria, ou comprar em livre serviço o peixe já amanhado
  • Congele o peixe imediatamente. Após a compra, transporte o peixe num saco hermético e guarde a compra do peixe para o final (tal como o deve fazer com outros produtos de frio e congelados). Quando chegar a casa, coloque o peixe logo no congelador
  • Para evitar a contaminação por outros alimentos, e o contacto com o ar, o peixe a congelar deve ser acondicionado em sacos hermeticamente fechados
  • Escreva na embalagem o nome do peixe, a data de congelação e o número de porções, de forma a facilitar e não se esquecer do que tem no congelador
  • Não se deve conservar por mais de três meses no congelador

Para descongelar

  • O peixe deve ser descongelado no frigorífico, pode fazê-lo de um dia para o outro
  • Dependendo do modo de confeção, e se a dimensão do peixe for pequena, poderá ser cozinhado ainda congelado. Por exemplo, se for peixe cozido, deixe a água ferver e pode colocar a peça congelada

Inspire-se nas nossas receitas de peixe

Filipa Almeida Azevedo, Nutricionista Auchan
Membro da Ordem dos Nutricionistas nº 1914N