Hortelã: mais do que um sabor fresco

AE VS nutricao hortela web | Auchan&Eu

Ervas aromáticas e especiarias têm sido usadas desde a antiguidade devido aos seus benefícios para a saúde. Há registos do seu uso no Egito, Mesopotâmia, Grécia, Roma e Arábia para a prevenção e cura de doenças1. Muito conhecidas devido ao seu aroma característico, as folhas de hortelã (frescas e secas) e o óleo essencial delas extraído são utilizados em diversos produtos alimentares, cosméticos e farmacêuticos2.

Benefícios

O óleo de hortelã pode ajudar a reduzir os sintomas de desconforto do trato gastrointestinal1 e as folhas de hortelã (100g) melhoram os sintomas de dispepsia (dificuldade na digestão)2.

A presença de substâncias importantes como selénio e iodo, retinol, β-caroteno e outros carotenóides e clorofilas2, confere à hortelã:

  • Propriedades antioxidantes
  • Propriedades antiinflamatórias
  • Propriedades antitumorais – é das principais ervas aromáticas com esta característica2
  • Propriedades antibacterianas2,3, antivirais e antifúngicas
  • Propriedades analgésicas
  • Benefícios ao nível do trato respiratório (através da inalação ou consumo de hortelã2)

Contra indicações

Não foram encontrados estudos que reportam toxicidade crónica da hortelã em humanos, embora o uso de óleo de hortelã seja contra-indicado em pacientes com:

  • Hérnia do hiato
  • Refluxo gastrointestinal
  • Problemas da vesícula biliar, do fígado ou dos rins1,2
valores hortela | Auchan&Eu

Note-se que o consumo de hortelã, tal como de outras plantas aromáticas, é feito em quantidade reduzida. Pelo que os benefícios para a saúde, e o valor nutricional, poderão ser pouco significativos. No entanto, o seu consumo diário é incentivado pela Roda da Alimentação Mediterrânica e justifica-se muito também pela sua utilidade na redução do sal na confeção culinária6.

Ficam aqui algumas ideias de como pode incorporar a hortelã na sua alimentação:

Referências bibliográficas:
  1. Herbs and spices in the treatment of functional gastrointestinal disorders: A review of clinical trials. (2018) Nutrients
  2. Inhibition of cholinesterase and amyloid-&bgr; aggregation by resveratrol oligomers from Vitis amurensis. (2008) Phytotherapy Research
  3. Composition and antibacterial effect of mint flavorings in candies and food supplements. (2020) Planta Med
  4. Spearmint, fresh (2019) USDA food database
  5. Regulamento da União Europeia nº1169/2011 de 25 de outubro de 2001
  6. Aromatizar saberes. Associação Portuguesa de Nutrição

 

Maria Inês Silva – Estagiária de Dietética e Nutrição da ESTeSL
Informação Validada pela Equipa de Nutricionistas Auchan