Presentes feitos em casa: ideias inspiradoras para criar e oferecer

Presentes de natal feitos em casa: Inspire-se!

O Natal é a época clássica do frenesi das compras, das filas intermináveis e dos gastos excessivos. O tempo que deveria inspirar à dedicação ao outro, e ao tempo de qualidade com a família e os amigos, transforma-se numa correria de “obrigações”. Que implicam presentes caros ou bugigangas de última hora, mesmo quando se prometeu interiormente que este ano seria diferente.

Mas o Natal pode ser, de facto, diferente. Em vez de umas semanas de stress em cima do acontecimento, todo o ano pode ser palco do entusiasmo e da antecipação das festas.

Aqui ficam algumas sugestões para presentes de Natal feitos em casa

E, de caminho, escolher presentes mais sustentáveis e feitos com carinho.

Colecione experiências

No início do ano, comece uma lista, dedicada a cada uma das pessoas especiais que queira presentear no Natal. À medida que se for lembrando destas pessoas, escreva na lista as atividades que gostaria de lhes proporcionar. Pode ser um concerto de um artista que finalmente vem a Portugal.

Mas também pode ser algo tão simples como:

  • uma visita à serra
  • uma ida à praia no inverno, para matar saudades do mar
Escolha um formato criativo, para a sua lista de experiências de oferta:
  • fotografias
  • um calendário com uma atividade por mês
  • um livrinho como os das rifas
  • uma caixa
  • um mini calendário do advento

Esta pode ser uma oferta muito bem acolhida pela família, ou por um grupo de amigos. Em que se pode construir, em conjunto, uma caixinha de atividades. Mais ou menos estruturadas, mais ou menos extravagantes, para todos fazerem juntos ao longo do ano.

Além de proporcionar boas experiências, é um incentivo para passarem mais tempo juntos.

Aqui ficam algumas sugestões, para todas as disponibilidades e carteiras:
  • um passeio por um bairro da cidade
  • uma sessão fotográfica em casa, com direito a adereços e pinturas do fundo do baú
  • um desfile de moda caseiro
  • plantar uma mini-horta num canteiro ou na varanda
  • ir a um espetáculo de stand-up comedy
  • um concerto ao ar livre
  • uma manicure
  • uma noite de jogos de tabuleiro

Se puder gastar mais um pouco, opte por oferecer:

  • idas a um restaurante ou bar, que sempre quiseram experimentar
  • comprar um bilhete antecipado para um festival ou concerto
  • uma massagem no SPA
  • outras experiências em hotéis ou pousadas

Divirta-se na cozinha

Os seus cozinhados são gabados pela família? Faz umas bolachinhas saudáveis e de chorar por mais? Está na hora de pôr as suas qualidades culinárias ao serviço de quem mais gosta!

Durante o ano, vá experimentando receitas, até encontrar as que mais lhe agradam. Aproveite para colecionar os frascos e garrafas reutilizáveis, ao longo do ano. Para poder oferecer as suas iguarias sem ter que comprar novas embalagens.

Se tem uma veia mais artística, pode também:
  • decorar as embalagens
  • fazer as suas próprias etiquetas personalizadas
  • escrever histórias, receitas ou sugestões para oferecer com o presente

Há um sem-número de possibilidades, desde as doces:

  • compota
  • nozes caramelizadas
  • granola
  • bolachas
  • bolinhos

Aos salgados:

  • molho de tomate com especiarias
  • azeite aromatizado
  • molho de piri-piri
  • molhos para massa
  • misturas caseiras de especiarias
Para presentes maiores, pode também agrupar ofertas.

Por exemplo, para uma noite de cinema em casa, pode oferecer:

  • uma mistura de chocolate quente
  • um saquinho de milho, com uma receita para umas pipocas deliciosas (ou as pipocas já feitas)
  • umas bolachas e uns saquinhos de chá, misturados por si, a partir de ervas e chás da secção a granel

Quem tem a sorte de ter grandes quantidades de fruta e vegetais, ao longo do ano, e algum tempo de sobra, pode começar a preparar o Natal bastante mais cedo. Fazendo compotas e molhos na época de abundância, que duram bastante e podem depois ser oferecidos.

Há alguns preparados, que precisam de algum tempo para apurar como:
  • licores caseiros
  • molho picante
  • açúcares
  • azeites aromatizados

Aproveite para tratar disso durante o verão, no final das férias, ganhando balanço e entusiasmo para o início do ano letivo.

Dentro deste capítulo, os menos jeitosos para a cozinha (ou os mais preguiçosos) não ficam de fora. Há muitos alimentos que se podem comprar a granel e combinar de forma simples e eficaz. Compõe-se uma embalagem bonita e fica feito. É o caso de:

  • frutos secos – que convém comprar antes da grande afluência das festas
  • mel
  • azeite (comprando um garrafão de bom azeite enchem-se muitos frasquinhos)
  • chá
  • café

Aventure-se no mundo dos tecidos

Aproveite a antecipação das festas para aprender algumas noções básicas de costura. Além de ser uma habilidade muito útil, é possível fazer presentes muito bonitos. Desde o nível mais básico da agulha e da linha.

Compre nos saldos – ou melhor, peça a uma costureira local – os retalhos de tecido que sobram. Talvez em casa tenha restos de roupas, panos ou lençóis, que possa aproveitar para fazer presentes. Os tecidos podem servir para:

  • embrulhar presentes
  • fazer laços
  • decorar os frascos das ofertas vindas da cozinha
  • pequenas bolsas, saquinhos ou fitas para chaves

Conforme a criatividade e a habilidade ditarem!

Os mais dotados para a costura podem ousar mais um pouco, fazendo:
  • sacos de compras
  • saquinhos para fruta e vegetais (para evitar os de plástico nos supermercados)
  • capas de almofadas
  • bolsas com fechos e vários compartimentos
  • peças para um enxoval de bebé
  • peças de roupa para miúdos e graúdos

Os que ainda têm o tricô, o crochê, o macramé ou o ponto cruz em dia têm ainda mais possibilidades. Desde porta-chaves a cachecóis, camisolas ou mantas. São peças originais, duráveis e que requerem carinho e paciência. O que fazem delas um dos presentes mais bonitos que se pode receber.

Ajude a criar ambientes Zen

Ainda dentro dos trabalhos manuais, há algumas opções para oferecer um ambiente mais feliz às casas de quem mais gosta. Não é preciso ter sido o orgulho da professora de educação visual na escola. Nem ter uma carreira dedicada às artes.

Objetos simples como velas, vasos com plantas e molduras com fotografias podem ser transformados facilmente em peças com um toque pessoal. As lojas de bricolage e as papelarias têm uma vasta seleção de tintas, canetas de brilhantes, colas especiais e até autocolantes, que podem ser usados com o mínimo de capacidades artísticas. Também pode reutilizar garrafas de vidro e enchê-las com fragrâncias para a casa, vendidas a granel nas lojas de especialidade.

Se tem um gostinho especial pelo “faça você mesmo” experimente fazer peças mais ousadas.

E, de preferência, úteis. Não é necessário comprar grandes materiais. A maioria das lojas e garrafeiras pode dispensar paletes, caixas de plástico ou madeira. Que podem ser forradas, coladas e montadas como um pequeno móvel ou um módulo de arrumação. Um móvel antigo pode ser restaurado, quer para o seu propósito inicial quer para outro, totalmente original.

Numa escala mais pequena, pode agrupar materiais naturais e fazer um bonito centro de mesa, para oferecer ao seu anfitrião em jantares ou encontros de Natal. É natural, tendencialmente barato e perecível, não ocupando espaço após servir o seu propósito. Também pode comprar loiça a peso e usar uma peça como base do seu presente, combinando a peça de ocasião (o centro de mesa) com uma peça útil que fica e pode ser reutilizada.

Por fim, pode inspirar-se no Feng Shui e fazer pequenos “arranjos” que chamem a boa sorte, a prosperidade, o sucesso ou outra boa intenção, que tenha para aquela pessoa.

Basta uma pequena salva ou taça e completar com elementos, que pode recolher ao longo do ano, na natureza ou em pequenas feiras e mercados:
  • conchas
  • fotografias
  • cristais
  • pequenas estatuetas
  • moedas

Aproveite para aprender mais sobre o assunto e ofereça harmonia e boas energias aos seus amigos.

Na época natalícia, o tempo e as intenções dedicadas a quem mais gostamos são o que mais importa. De que presentes materiais se lembra de receber com alegria? Provavelmente contam-se pelos dedos de uma mão.

Se contar os bons momentos com os amigos, as boas surpresas ou as experiências que o marcaram, provavelmente vai precisar de mais do que as duas mãos para as contar. Este Natal, ouse ser diferente e passar ao lado da correria, com menos desperdício, menos gastos e mais dedicação e alegria. Boas festas!

Teresa Fernandes, Fisioterapeuta
Instrutora de Yoga Suspenso, Gyrotonic e Gyrokinesis (aplicação na perda de mobilidade, prevenção de problemas músculo-esqueléticos, pré e pós-parto)

PUB PUB