Dias gelados também são dias de exercício ao ar livre

Dias gelados e exercício na rua

Portugal tem um dos climas mais agradáveis da Europa. Isto faz com que muitos dos portugueses tomem por garantidos os dias de sol e bom tempo. E estes são os que mais convidam a atividades e programas ao ar livre. No entanto, o inverno chega invariavelmente, com os seus dias frios. Estes dias convidam mais ao filme e à manta no sofá, do que às saídas de casa.

Mas não tem que ser assim. As populações do norte da Europa, com os seus invernos rigorosos, são das que mais exercício praticam. Sobretudo fora de portas. É certo que, a maior parte do nosso país, não tem o encanto da neve no inverno, com todos os programas que ela proporciona. No entanto, há um mundo de possibilidades lá fora num dia frio. Além de exercitarem o corpo, podem ser bons momentos de convívio e fuga à rotina. Por isso, vamos lá fora?

Praia de inverno

Há poucas coisas melhores que passear na praia, e os dias de inverno têm um encanto especial. As praias estão desertas, a luz é especial e o som do mar tão, ou mais, encantador que no verão. Pode simplesmente:

  • passear com quem mais gosta
  • levar o seu cão para brincar – o que é quase impraticável no verão
  • para os mais ativos, combinar com amigos e levar uma bola de futebol ou voleibol, para “dar uns toques”

Este também é um excelente programa para fazer com as crianças, que adoram brincar na areia, independentemente da estação do ano. Além de todas estas vantagens, esta fuga à cidade e à rotina é bastante económica.

Explorar a Natureza

E que tal um passeio na serra ou no bosque? Ou em versão mais simples, um passeio no parque? Há muitas paisagens verdes a explorar no nosso país, para todos os gostos:

  • as gratuitas
  • as que disponibilizam atividades organizadas e excursões
  • os passeios culturais
  • os trilhos mais ativos
  • as atividades mais radicais

Pesquise na sua área de residência ou vá mais longe, numa escapadela, se tiver mais tempo. Passe uns momentos na Natureza, enquanto exercita o corpo e relaxa a mente. Nada melhor para ter a saúde em dia. Se está numa cidade, os jardins e parques têm muita oferta de atividades, organizadas e espontâneas. Entre outras, é possível encontrar aulas de yoga, tai-chi, acro-yoga, parkour e grupos de corrida. Também pode organizar a sua própria prática, sozinho ou com um grupo de amigos. Pode usar as redes sociais para criar um grupo local de praticantes de exercício. Neste pode propôr atividades e manter a motivação para treinar ou praticar, mesmo nos dias mais frios.

Passear, passear

Há muita oferta online de passeios temáticos, nos mais variados cenários. Estes incluem visitas guiadas e percursos históricos. É como um museu, mas ainda melhor. Mais uma vez, as iniciativas abrangem todos os gostos, desde os percursos citadinos, às visitas ao campo. Há até peddy-papers, para crianças e adultos. Estes fazem um percurso baseado numa história ou mistério, em que cada paragem tem uma pista. Alguns destes passeios são também organizados à noite, o que dá um dramatismo extra às atividades de mistério e aos passeios históricos.

Parques de atividades ao ar livre

Os parques de atividades radicais proporcionam dias ativos e felizes, no meio da natureza, para miúdos e graúdos. O que acha de rappel, escalada, slide, pontes suspensas e percursos de orientação? Soa certamente a um dia bem passado em família ou entre amigos! Estes parques são menos concorridos no inverno, o que implica menos filas. Além disso, algumas das atividades são mais agradáveis nesta altura do ano do que no pico de calor do verão.

Os kartódromos também são uma boa opção. Há vários pelo país fora, sempre prontos para uma corrida entre amigos. Mesmo que se argumente que karting não é um desporto muito exigente para o praticante ocasional, é certamente muito divertido. Além de ser uma excelente alternativa à tarde no sofá.

E que tal um evento diferente para o Natal dos amigos ou mesmo da empresa? Para as crianças, além da versão mais juvenil dos parques radicais e dos kartódromos, há sempre o bom e velho parque infantil. Há também alguns parques históricos, que já deliciaram gerações de portugueses e que estão à disposição das crianças, para dias e memórias felizes.

Ciclovias

Pelo menos na cidade de Lisboa, desenvolveram-se nos últimos anos alguns quilómetros de ciclovias. Os lisboetas, habituados a circular de carro ou transportes, estão lentamente a adotar a bicicleta como meio de transporte. Aliás, como já fazem muitos turistas e residentes temporários na cidade. Há até aplicações que disponibilizam bicicletas, para que não tenha que investir numa.

Mas, mesmo que não queira, ou não possa, incorporar a bicicleta no dia-a-dia, qualquer altura é boa para um passeio. Vista-se de forma confortável, leve água e uns snacks e não se esqueça do capacete. Explore a cidade, enquanto confirma que, de facto, nunca se esquece como andar de bicicleta. Pode até levar as crianças consigo, aproveitando para as ensinar a andar de bicicleta na rua, em segurança.

Se a bicicleta não é para si, pode sempre aventurar-se no skate, trotineta ou nos patins em linha. Além das ciclovias, há bastantes sítios na cidade (e fora dela) onde pode praticar os seus dotes de patinador ou skater. E sempre em segurança. Desde que o chão seja regular, haja espaço e não haja trânsito, pode dar asas à criatividade.

Com tantas sugestões, mais rapidamente se acabará o inverno do que as opções de programas ao ar livre. Vista-se a rigor e parta para a aventura, sozinho ou em boa companhia!

Teresa Fernandes, Fisioterapeuta