Domótica ou uma casa mais inteligente

Domótica ou uma casa mais inteligente

Um dos temas mais badalados de tecnologia é o da domótica ou casas inteligentes. Já todos vimos aqueles filmes em que o protagonista acorda de manhã com a voz agradável de um assistente, que lhe dá os bons dias e abre as persianas. Além disso, diz-lhe o estado do tempo, os compromissos que tem e até lhe chama o Uber. O termo domótica vem do latim domus, que significa casa, aliado à robótica. Aplica a eletrónica e as tecnologias de informação às casas tornando-as mais inteligentes.

O que é uma casa mais inteligente?

É uma casa que gere os seus equipamentos eletrónicos por forma a ir ao encontro das necessidades dos seus utilizadores. Ou, neste caso, das pessoas que lá moram. Tendo em vista o seu conforto e maior segurança. Mas não o faz somente para todos. Fá-lo para cada um individualmente. Através de sensores que podem ser usados por cada pessoa, a casa consegue “ter um comportamento” diferente consoante a pessoa que lá está. Incrível, não?

Concretamente, sobre o que atua a domótica?

A domótica atua sobre qualquer equipamento eletrónico que exista numa casa, desde que esteja ligado a uma rede. Por wi-fi por exemplo. Pode ser um frigorifico, que verifica o seu próprio conteúdo, dando sugestões de menus ou gerando um lembrete para ir às compras. Ou, melhor ainda, faz uma lista de compras online, no seu supermercado habitual, pronta no carrinho de compras. Só tem de aceitar!
Os equipamentos numa casa inteligente não comunicam só consigo; comunicam uns com os outros!
Estas inovações podem ser especialmente importantes para pessoas com mobilidade reduzida ou idosos, gerando ajudas importantes no seu dia-a-dia.

E como é que isto tudo funciona?

Para que os equipamentos possam comunicar entre si, e consigo, são precisas duas coisas:

  • que tenham a capacidade de se ligar a uma rede
  • que tenham protocolos comuns, que lhes permita “falar a mesma língua”
    Esta última questão é a mais complexa, mas tem vindo a ser desenvolvida em larga escala, através de apps, centros de comunicação e serviços disponíveis na cloud.

O que é já possível fazer numa casa inteligente?

Já existem muitas funcionalidades que pode ter na sua casa, e que ajudam a otimizar os recursos e a tornar a sua vida mais confortável. No fundo, automatizando tarefas, libertando tempo para se dedicar a atividades mais interessantes.
Por exemplo, pode instalar um sistema de videovigilância exterior e interior, e controlar as câmaras remotamente. Através do seu smartphone ou tablet. E visualizar as imagens em tempo real.
Pode também ter tomadas inteligentes, que se desligam num determinado período de tempo. Isto é interessante para os aparelhos que se podem desligar, mas ficam sempre em stand-by, pois deixaram de ter botão para desligar. Uma televisão, por exemplo.

Descubra as nossas soluções de domótica e comece a tornar a sua casa mais inteligente. E a sua vida mais fácil.

PUB PUB