Passar a ferro já não é o que era

Tipos de ferros de engomar: Conheça as opções

Existem muitas soluções para passar a roupa a ferro. A escolha irá depender de vários fatores. Por exemplo, o volume de roupa que passa habitualmente. O espaço que tem. Quer para passar a ferro, quer para arrumar os utensílios. Ou o investimento que pode fazer num ferro de engomar. Veja as vantagens e desvantagens dos vários tipos de ferros de engomar:

  • tradicionais
  • verticais
  • com geração de vapor
  • com caldeira

Tradicionais

A opção mais acessível e comum. Ocupa pouco espaço e é prático, tanto para o dia-a-dia, como para levar de viagem. No entanto, tem um reservatório pequeno e menor capacidade para lidar com vincos mais difíceis.

Verticais

Uma opção ainda pouco comum, que pode fazer sentido em algumas casas ou pequenos negócios. É muito usado por designers ou lojistas, que o usam diretamente nos cabides. Também pode fazer sentido para pessoas que façam roupa para Clientes e queiram mostrá-la no seu melhor. Além de ocupar espaço, a roupa tem de estar esticada para ficar um bom resultado.

Com geração de vapor

Estes ferros, apesar de não terem caldeira, têm uma fonte de geração de vapor mais potente. O que os torna mais eficientes.

Com caldeira

Esta é uma boa opção para famílias numerosas, com necessidades de passar muita roupa a ferro. O vapor é gerado na caldeira, o que permite uma maior geração. Com mais vapor, vem maior eficiência, conseguindo estes ferros ótimos resultados, mesmo em tecidos mais difíceis. No entanto, são ferros que implicam um investimento mais significativo. Além de ocuparem mais espaço, o que impossibilita levá-los de viagem.

Conheça as nossas soluções de ferros a vapor. Com as nossas dicas, escolha a que faz mais sentido para a sua casa.