O que são e para que servem os certificados energéticos

A certificação energética foi criada para facilitar a comparação e categorização, nomeadamente de eletrodomésticos, mediante a sua eficiência energética. Em suma, os que consomem mais e menos energia, seja ela de que natureza for.

Esta certificação energética é dada, a um determinado eletrodoméstico, através da emissão de um certificado energético. E este toma forma numa etiqueta energética, que é exposta juntamente com o aparelho, nas lojas. Além disso, a classe energética tem de constar da embalagem e de todo o material promocional, sempre que seja indicado preço ou energia.

A etiqueta energética tem os seguintes componentes, comuns a todos os produtos:

  • Marca e modelo
  • Classe energética
  • Escala de eficiência energética, através de setas coloridas que distinguem os produtos mais eficientes dos menos eficientes
  • Consumo anual de energia em kWh
  • Pictogramas que evidenciam algumas das características dos produtos etiquetados

A etiqueta é usada em toda a União Europeia e dispensa tradução, pois as suas informações são gráficas e fortemente visuais.
A escala energética não é igual para todos os aparelhos. Assim, uma categoria B num frigorífico não terá o mesmo significado que uma categoria B numa máquina de lavar roupa. Significa isto que só é possível comparar aparelhos do mesmo tipo, relativamente à sua eficiência energética.

Classes energéticas por grupo de aparelhos:

  • A+++ (mais eficiente) a D (menos eficiente) – máquinas de lavar louça e roupa, aparelhos de refrigeração e televisores
  • de A+++ a G – aparelhos de refrigeração por absorção e aparelhos de armazenagem de vinho

Embora existam todas as classes energéticas indicadas, só se encontram à venda aparelhos das classes superiores. No caso das máquinas de lavar, só da classe A ou superior. No caso dos aparelhos de refrigeração, a classe seré A+ ou superior.

A regulamentação energética é cada vez mais exigente e procura incentivar os fabricantes a produzirem aparelhos cada vez mais eficientes. O objetivo último será sempre o menor consumo energético no seu todo.

PUB PUB