Saco do lixo compostável

A redução do desperdício nas nossas rotinas diárias é muito importante e é cada vez mais relevante para diminuir o impacte ambiental. Hoje já temos sistemas de recolha de resíduos de embalagem (ecoponto amarelo), papel (ecoponto azul), vidro (ecoponto verde), pilhas, resíduos elétricos e eletrónicos, óleos alimentares (em alguns municípios) e depois temos os resíduos indiferenciados.

Mas, o que fazer aos resíduos orgânicos? Como os separar de forma prática e limpa?

A separação da fração dos resíduos orgânicos, para compostagem, estará para breve. E temos já consumidores com meios próprios de compostagem caseira.

Lançámos um novo saco do lixo da nossa marca Auchan, um saco compostável, composto por copoliésteres e amido de milho, ideal para a separação de resíduos orgânicos.

Os sacos de lixo Auchan degradam-se com o desperdício orgânico das refeições, plantas e outros resíduos fermentáveis. Todos estes resíduos serão aceites na triagem de resíduos degradáveis, os chamados “biorresíduos”. Para que o saco do lixo possa ser ele também biodegradável, é necessário garantir que a sua composição assim o permita. É o caso destes novos sacos compostáveis.

Biodegradabilidade dos sacos de lixo compostáveis

A OK COMPOST HOME é a entidade que certifica que os sacos são efetivamente biodegradáveis. Assim, esta entidade garante que os produtos certificados cumprem com a norma NF T 51800. Esta estabelece que, para se considerar que um saco é biodegradável, 90% do saco se degradou ao longo de 1 ano, no máximo.

Relativamente à biodegradabilidade do copoliéster, em determinadas circunstâncias de temperatura, humidade e atividade de microorganismos, o copoliéster também é biodegradável.

Em tempo de pandemia, deixamos as recomendações, da Direção Geral de Saúde, relativas ao tratamento do lixo doméstico.

Assim, se for um caso confirmado ou suspeito de Covid-19, deve:

  • Utilizar um caixote do lixo com uma tampa, preferencialmente de abertura não manual (ex: com pedal). Caso não tenha um caixote de
    abertura não manual, lave as mãos antes e depois da sua utilização
  • Ter um saco de plástico dentro do caixote. Este saco deve ser cheio até no máximo 2/3 da sua capacidade
  • Fechar bem o saco de plástico com dois nós bem apertados e, preferencialmente, com um atilho ou adesivo. O primeiro saco de plástico deve ser colocado dentro de um segundo saco, igualmente bem fechado
  • Os resíduos nunca devem ser calcados, nem deve apertar o saco para sair o ar
  • Limpar e desinfetar os caixotes do lixo com regularidade
  • Estes resíduos devem ser descartados em contentores coletivos de resíduos, após 24 horas da sua produção (nunca no ecoponto)