Reutilizar cápsulas de café e chá. Uma novidade Auchan em nome do ambiente.

Reutilizar cápsulas de café e chá

As máquinas de café em cápsula são um sucesso entre os apreciadores de café. Mas, muitas vezes, levantam questões ambientais. De facto, já há muitos amantes de café a procurar alternativas. Uma dessas alternativas é utilizar cápsulas que se podem depois reutilizar!

Reutilizar cápsulas tem vários benefícios.

O mais óbvio é o económico. Em vez de comprar cápsulas prontas, pode comprar o café em pó e fazer as suas. Se for fazer contas aos cafés que bebe diariamente, possivelmente irá considerar esta alternativa.

O outro benefício é o impacte ambiental. Atualmente, as cápsulas de café vão, muitas vezes, para o lixo comum. A quantidade que representam fazem delas uma fonte de poluição significativa.

Pode usar este processo quando tem convidados, não sendo preciso lavar as cápsulas de imediato. Estas cápsulas são feitas em plástico isento de BPA* e são compatíveis com máquinas Nespresso. Embora menos usadas, também pode reutilizar as cápsulas com chá.

A máquina de encher cápsulas permite reutilizar as cápsulas facilmente.

Mas como funciona?

A máquina tem um reservatório, onde pode ser guardado o café em pó. Para encher uma cápsula nova, basta seguir os seguintes passos:

  1. Encher a cápsula de café
  2. Colocar a cápsula no compartimento
  3. Cobrir com uma folha de alumínio
  4. Fechar o compartimento e premir duas vezes
  5. Premir o papel de alumínio para ficar sem folgas, se necessário
  6. Usar como habitualmente na sua máquina de café

Esta novidade representa mais um passo na nossa estratégia de redução dos plásticos de utilização única. Deste modo, é possível continuar a usar a máquina de café em cápsulas e a beber o seu café e chá preferidos. Mas com mais respeito pelo ambiente.

* isento de BPA indica que o produto está livre de Bisfenol A, um composto utilizado para fabricar alguns tipos de plástico. Esse plástico, quando entra em contato com altas temperaturas, libera o Bisfenol A. O bisfenol A está no mercado há muitos anos, mas pesquisas recentes revelaram que poderá ser tóxico e que estará relacionado com muitas doenças, algumas do sistema endócrino.