Quenelles de grão e algas com cherovia, batata doce e grelos ao alho

Auchan e Alexandra Mendes Ribeiro
  • Fácil
  • Menos de 1 hora
  • 4 pessoas
Download receita

Esta espécie de bolinhos esconde sabores inesperados e muitas riquezas nutricionais. Experimente estes quenelles de grão!

Energia (kcal) :
286
Lípidos (g) :
9
Saturados (g) :
1
Hidratos de Carbono (g) :
35
Açúcares (g) :
14
Fibras (g) :
12
Proteínas (g) :
9
Sal (g) :
2.43

Ingredientes

Comprar online

Preparação

  1. Quenelles:
    Num processador de alimentos, adicione o grão-de-bico, a cebola, a alga nori, a salsa e coentros ligeiramente picados, o azeite e o sal marinho.

  2. Triture tudo, até ficar um preparado homogéneo. Envolva e retifique temperos, se necessário.

  3. Forre um tabuleiro de ir ao forno com papel vegetal e, com ajuda de duas colheres de sopa, molde o formato das quenelles. Adicione no tabuleiro, um a um, até terminar a massa. Reserve.

  4. Cherovia e batata-doce:
    Limpe e descasque a cherovia e a batata-doce e corte ambas em cubos médios.

  5. Coloque num tabuleiro, tempere com alecrim, azeite e o sal marinho.

  6. Preaqueça o forno a 180 ºC e leve a assar durante 20 a 25 minutos.

  7. Aproveite e leve ao forno os quenelles de grão durante 10 minutos.

  8. Grelos:
    Coloque uma panela com água a ferver e, depois dos grelos bem lavados e cortados grosseiramente, adicione na panela. Coza durante 15 minutos e depois escorra bem a água.

  9. Na mesma panela onde cozeu os grelos, bem quente, adicione os alhos picados e o azeite.

  10. Quando estiverem alourados, adicione os grelos e salteie durante 3 minutos. Adicione o sal e envolva.

  11. Empratar tudo com salpicos de ervas aromáticas por cima.

Dica do nutricionista

Esta é uma receita onde o grão-de-bico tem um papel preponderam, quer como fonte de hidratos de carbono complexos, quer como fonte primordial de proteína.

Mas, para além disto, esta leguminosa é ainda fonte de minerais, como cálcio e magnésio, e tem alto teor de potássio e ferro. É também fonte de vitaminas do complexo B, apresentando mesmo alto teor em tiamina (B1), vitamina B6 e ácido fólico (B9). E tem uma grande quantidade de amido, o que lhe confere uma textura amanteigada.

A sua casca é muito rica em celulose, fibra que estimula o trânsito intestinal. Por outro lado, é pobre em água e gordura, sendo isenta de colesterol e de glúten.

Não esquecer ainda a versatilidade deste alimento, capaz de ser a base de sopas e purés e de acompanhar carne e peixe.

PUB PUB