Pequinês (Pequinois)

Pequinês

É teimoso e independente, mas gosta de agradar.

O Pequinês sempre viveu entre a aristocracia até aos dias de hoje, o que o torna, desde sempre, num cão com algumas mordomias essenciais ao seu bem-estar. Gosta de colo e de atenção e é um cão delicado, orgulhoso e determinado.

  • Família: Cão de companhia
  • Origem: China
  • Função original: Cão de colo, cão de companhia
  • Tamanho e Peso médio do macho: Alt: 15-23 cm; Peso: 3-5 kg
  • Tamanho e Peso médio da fêmea: Alt: 15-23 cm; Peso: 3-5 kg
  • Expectativa de vida: 13-15 anos
  • Outros nomes: Pekingese, Pequinois, Épagneul Pequinês
  • Posição no ranking de inteligência: 73ª posição

Temperamento

O Pequinês, apesar de teimoso e independente, é muito afetuoso com quem o trata bem. O Pequinês não é um cão de guarda, mas é atento e alerta, e desempenha instintivamente a tarefa de protetor do lar e da família.
Relativamente calmo dentro de casa, dá-se bem em apartamentos.

Cuidados a ter

Para manter o seu belo pelo, o Pequinês deve ser escovado e penteado de 3 em 3 dias, ou somente ao fim-de-semana, tendo sempre atenção especial à pelagem atrás das orelhas, calções ou saiote e no babete. A escovagem diária é desaconselhável, porque iria quebrar a estrutura da pelagem, arrancando-a. Como exercício diário, basta uma visita a um jardim mais próximo, onde ele possa passear e até cheirar as flores, que tanto adora.

Adaptado a

Interior.

Características inatas

Afável com a sua família humana, mostra-se de início desconfiado com estranhos mas, ao conquistarem a sua atenção, acaba por cair nas suas graças. Dá-se bem com todas as crianças desde que supervisionadas por um adulto. Todavia, tem pouca paciência para com os seus abusos.

Problemas de saúde mais comuns

Suscetível a obesidade.

PUB PUB