Estou a ser seguido pelo meu gato

Estou a ser seguido pelo gato: Comportamento felino

Os gatos têm fama de ser independentes e de apreciar a distância dos humanos. Quem tem gatos em casa sabe que não é bem assim. Já lhe aconteceu ser seguido sistematicamente pelo seu gato para onde quer que vá? Claro que sim!

Quem trata do gato na família é normalmente reconhecido pelo felino como um cuidador.

O gato confia na pessoa que lhe dá comida, limpa a caixa de areia, proporciona conforto e dá mimos. É para o gato um espaço de segurança e a proximidade física é importante. O gato ainda mantém o instinto de quando em pequenino seguia a mãe, e repete o mesmo comportamento.

Seguir o cuidador é uma ginástica diária divertida para o gato.

Pode ser só por brincadeira, para observar ou pode até ser para delinear o território que partilham, esfregando-se nos móveis por onde passa. Depois acaba por tornar-se uma rotina diária que o gato aprecia.

O gato também identifica muitas vezes os membros da família.

Normalmente as crianças, que têm um comportamento mais pueril. E escolhem essa pessoa para seguir, tentando estimular corridas e jogar às escondidas. Nesta situação, estão mesmo a brincar com alguém que eles consideram fazer parte da família.

Se o gato o seguir, e começar a chamar a atenção com miados insistentes, então poderá estar a tentar comunicar algo mais específico: fome, sede, dor, etc.

Com o avançar da idade, o gato torna-se cada vez mais dependente. Estar próximo do tutor, na expetativa de receber mimos ou fazer uma sesta em cima de alguém de confiança, é mesmo irresistível.

PUB PUB