O que nunca se faz a um gato?

Quem tem gatos em casa sabe que são muito sensíveis, e que têm habitualmente “personalidades vincadas”, manias e hábitos rotineiros.

Existem alguns gestos que eles simplesmente não toleram, e que provocam reações negativas, como:

  • Gestos agressivos e gritos
    Afinal ninguém gosta e não resolve nada…
  • Sustos com objetos
    Os gatos têm um instinto de defesa. Pregar sustos não tem graça e contribui para o gato estar sempre alerta, nervoso e inseguro.
  • Abraços apertados
    Festinhas é bom, apertos não! Os gatos sabem pedir festinhas, temos apenas de estar atentos e saber corresponder. Festas na barriga só se eles pedirem, porque é uma posição muito exposta. Os gatos dão a barriga só quando se sentem mesmo seguros e descontraídos.
  • Sinos nas coleiras
    Passar despercebido e ser sorrateiro é importante para o gato – os sinos são contraproducentes. Os gatos têm uma audição muito apurada pelo que os sinos incomodam e enervam os gatos.
  • Cortar os bigodes
    É uma grande maldade cortar os bigodes aos gatos, porque os bigodes são um elemento sensorial do gato, tendo influência até no seu equilíbrio.
  • Viajar de transportes, carro, barco ou avião com um gato ao colo NUNCA!
    Para segurança de todos, deve ser sempre usada uma caixa de transporte adequada.
PUB PUB