Cuidados essenciais com o pet no Verão

AE PET cuidados pet verao web | Auchan&Eu

Os golpes de calor são mais frequentes do que imagina porque podem acontecer muito rapidamente e os patudos nem sempre têm o reflexo de se afastarem ou protegerem do sol e do calor excessivo. Cachorros e cães idosos são ainda mais sensíveis, bem como algumas raças com vias respiratória muito estreitas.

Existem alguns sinais de alerta a que devemos estar atentos:

  • Arfar incessantemente
  • Salivar intensamente
  • Pele seca incluindo no focinho
  • Temperatura do corpo muito elevada
  • Vómitos
  • Exaustão extrema

Refrescar o patudo e hidratar são as palavras de ordem!

A água deve estar sempre disponível e fresca.

Com o tempo quente a água perde rapidamente a frescura, evapora e até pode desenvolver bactérias. Vá substituindo a taça do cão por água corrente fresca com frequência ao longo do dia. Se for passear leve sempre consigo água fresca também.

O famoso escaldão!

O escaldão também se aplica aos cães. A pele e as patas podem sofrer queimaduras se a exposição ao sol for demasiado intensa. O focinho também é muito sensível sobretudo para os cães com pouco pelo.

Se o cão ficar com a pele das patas queimada peça conselho ao veterinário porque existem cremes hidratantes que podem ajudar. Também existem cremes solares para cães para serem aplicados nas zonas com menos pelo. A aplicação pode ser feita diariamente.

Privilegie sempre locais frescos, arejados e à sombra para o cão descansar.

Banhos fresquinhos

O banho é bom com tempo quente mas não deve exagerar a frequência para não colocar em risco a integridade do óleo da pele do cão que funciona também como uma proteção. Consulte o veterinário para determinar a frequência dos banhos em tempo quente.