Como manter os pets felizes em casa?

AE pet 0000 PET 27set AdobeStock 498240665 | Auchan&Eu

O dia a dia dos nossos pets em casa implica momentos de convivência em família e momentos de solidão. Tal como todos os membros da família, eles têm fases de descanso, lazer, rotinas de alimentação e higiene, ao longo do dia.

A palavra-chave é: ROTINA.

Tanto os cães como os gatos passam mais de metade do dia a descansar, o que não significa que estejam a dormir profundamente, mas permanecem deitados.

No caso dos gatos que dormem 15 a 20 horas por dia, o resto do tempo gostam de estar ativos. Fazer a sua higiene, comer, brincar ou até contemplar a movimentação em casa ou à janela.

Os cães na idade adulta dormem cerca de 14 horas por dia (incluindo o período noturno), e no restante tempo disponível são extremamente ativos. Quando estão acordados, tenham ou não companhia, precisam de estar ocupados. Manter uma rotina diária mais ou menos estável ajuda os pets a “organizar” o dia. Verá que eles se habituam à rotina, antecipam os diferentes momentos e isso traz-lhes uma certa calma e conforto.

Horários e rotinas

No caso do cães passeios sempre à mesma hora, horários de refeições, momentos de brincadeira, hora de dormir à noite, ajudam a estabelecer os hábitos rotineiros.

Com os gatos passa-se o mesmo, sem os passeios, claro.

Brincar sozinhos

Quando estão sozinhos pode surgir alguma ansiedade. O mesmo acontece se estiverem pessoas em casa a cumprir outras tarefas (em teletrabalho por exemplo) mas que não lhes podem dar atenção. Nessa alturas é bom criar um foco de atenção para os entreter: algo para roer ou mastigar, um brinquedo preferido mas que não seja o brinquedo que usa na interação (como uma bola por exemplo) caso contrário o cão ficará à espera de brincar em conjunto.

Para os gatos pode ser um jogo de “esconde, esconde”, o arranhador, etc. Para ambos, as caças ao tesouro funcionam bem: espalhe e esconda guloseimas pela casa e estimule a descoberta. Tem apenas de ter em atenção a dose de biscoitos para depois não ser demasiada na relação com as refeições.

Passeios

Nos passeios também é importante, sobretudo na fase após as férias, prolongar um pouco a duração para que o cão gaste mais energia, e aprecie o descanso no regresso a casa.

Brincadeiras

A brincadeira é um momento de interação que os pets valorizam muito. Se eles souberem que a brincadeira acontece sempre mais ou menos à mesma hora vão antecipar com excitação esse momento, e quando chega o parceiro de brincadeira a primeira coisa que fazem é ir buscar os brinquedos para partilhar.

Se tiver crianças em casa pode incluir os mais novos na brincadeira, que é sempre um motivo de alegria e divertimento para todos. A chegada à casa depois do trabalho e da escola pode parecer que implica sempre o arranque de novas tarefas com algum stress envolvido, mas se roubar ½ hora para brincarem todos em conjunto, as obrigações que se seguem vão ser muito mais leves.

Descanso

Quandos os pets não estão a dormir, mas estão a descansar, é importante que tenham “o seu cantinho”. Um espaço só deles onde se sentem seguros e podem permanecer estejam sozinhos ou até quando a casa estão “uma confusão”. Esse espaço transmite segurança e dá-lhes estabilidade.

No caso dos gatos, não deve ser um espaço demasiado exposto, ou numa passagem. Também se deve evitar área onde haja muito barulho. Alguns gatos escolhem os seu espaço, por vezes em altura. Se vir que o gato tem um espaço “preferido” pode criar aí uma zona de maior conforto.

Contemplação

Quando estão a descansar muito pets gostam de ver a movimentação na rua. Se a sua casa permite estar à janela em segurança, deixe entrar o sol, e crie um espaço para eles verem as vistas.

Mimos

Acabaram as tarefas do dia e vamos relaxar, gatos e cães incluídos. É um momento prazeroso para todos. Festa, colo e mimos, afinal todos gostam!