Como identificar sinais de dor em gatos

A razão pela qual é tão difícil de identificar sinais de dor, em gatos, é porque eles são mestres em a esconder. Mas porque será que o fazem?

Gatos – Predadores e presas

Os gatos foram selvagens durante muitos anos, antes de serem domesticados. E para sobreviverem no meio selvagem, tiveram de se adaptar, como todas as espécies. Os gatos são tanto predadores como presas, dada a sua dimensão e o facto de serem carnívoros. No mundo selvagem, um animal ferido é um animal vulnerável. Assim, esconder a dor é puro instinto de sobrevivência!

Claro que hoje em dia, no conforto dos lares, isso não é necessário. E até dificulta identificar problemas de saúde! É aí que entra a necessidade de ler os sinais de dor.

Como identificar sinais de dor em gatos?

Estar atento aos sinais é o mais importante, para conseguir detetar quando o seu gato não estiver bem. Assim, quanto melhor conhecer o seu gato, mais fácil será identificar os sinais. Isto porque irá conhecer as atitudes, apetite, energia “normais” e tendencialmente irá notar quando se alterarem.
Deixamos aqui alguns exemplos a que pode estar atento, como potenciais sinais de dor nos gatos. Mas na verdade, qualquer alteração no “normal” pode ser um sinal que merece cuidado.

Morder e arranhar

Se o gato estiver com dor, é mais provável que morda ou arranhe, mesmo pessoas próximas. Isto pode acontecer quando tocar na zona dorida ou até se o gato perceber se tal vai acontecer.

Respiração diferente

Pode respirar mais rapidamente, ou até ficar ofegante sem razão. Essa alteração na respiração pode ser notória na caixa torácica e zona da barriga.

Pulsação rápida

Um gato com dor poderá ter a pulsação mais rápida. Peça ao seu médico veterinário para lhe ensinar a verificar a pulsação do seu gato, para poder avaliar se necessário.

Ronronar insistente

Embora o ronronar esteja vulgarmente relacionado com prazer, também pode estar ligado a dor. É assim comum um gato com dor ronronar mais.

Alterações nos olhos

As pupilas dos olhos do gato dizem muito. Embora normalmente tenham bastantes alterações, podem indiciar dor nos olhos, ou noutra parte do corpo. Esteja atento a pupilas dilatadas ou, no inverso, pupilas mióticas.

Mudanças na alimentação

Se comerem ou beberem menos, pode indicar mal estar ou dor. E se ainda deixarem cair comida da boca, isso poderá indiciar dor nos dentes ou gengivas.

Grooming a mais ou a menos

Muitos gatos com dor descuram os seus cuidados de higiene. No inverso, podem ter grooming excessivo numa zona que lhes esteja a causar desconforto, geralmente associado a algum tipo de ferida.

Alterações de comportamento

Muitos gatos com dor simplesmente isolam-se, escondem-se e ficam muito apáticos.

PUB PUB