Pulgas, carraças e flebótomos – Prevenção é a chave

Prevenção de pulgas e carraças nos cães: Saiba como

As pulgas e as carraças são já velhas conhecidas dos donos de cães. E, tal como acontece connosco, podem causar irritação cutânea, que é muito incomodativa para o animal.

No entanto, esse não é o único perigo das pulgas e das carraças.

As carraças são da família das aranhas. Transportam parasitas, bactérias e vírus, que podem transmitir doenças como:

  • Babesiose – uma doença grave, que pode ser fatal, se não tratada a tempo. Os seus sintomas sinais incluem febre, anorexia e anemia
  • Doença de Lyme – a doença mais conhecida, sendo uma zoonose. Ou seja, uma doença transmissível aos humanos. Provoca febre, anorexia e poliartrite, entre outros
  • Ehrlichiose – na sua fase mais aguda provoca, por exemplo, febre, problemas respiratórios e vómitos

Quanto às pulgas, são parasitas que se alimentam do sangue dos cães. Estas podem causar doenças e condições como:

  • Dermatite por alergia à pulga – é o resultado mais comum derivado da picada da pulga. Os sintomas incluem irritação cutânea, perda de pelo e infeções na pele
  • Ténias – se o cão ingerir as pulgas, e estas estiverem infetadas, pode ficar com ténias. Apesar de Estas não afetarem gravemente podem afetar a saúde do cão, pode e levar a perda de peso
  • Anemia – caso a infestação de pulgas seja significativa, e uma vez que se alimentam de sangue, os casos mais extremos podem levar a anemia

Além das pulgas e das carraças, os flebótomos também constituem uma ameaça real aos cães.

O flebótomo é um inseto parasita, que se alimenta do sangue. Mas o seu maior perigo é a transmissão da doença da leishmaniose. Esta doença tem sintomas sinais variados, podendo até não causar quaisquer sintomas durante um tempo. Isto torna o seu diagnóstico mais difícil. Além disso, esta doença não tem cura. Assim, o cão infetado irá precisar de tratamento para lidar com a doença, com a melhor qualidade de vida possível.

Finalmente, há outros tipos de mosquito, que também podem transmitir doenças.

Por exemplo, os mosquitos Aedes aegypti e Culex pipiens, quando infetados com o parasita Dirofilaria, podem causar dirofilariose. Esta é uma doença cardiopulmonar, que afeta o coração e os grandes vasos sanguíneos. Pode causar consequências como:

  • dificuldades respiratórias
  • hemorragias nasais
  • fadiga severa
  • paragem cardíaca

Com ou sem tratamento, a melhor forma de garantir que o seu cão permanece saudável é através da prevenção.

Assim, existem uma série de produtos disponíveis, como repelentes e inseticidades. Que mantêm o seu cão livre de parasitas.

Antes de escolher quais os que vai usar no seu cão, saiba os cuidados a ter:

  • leia as instruções de uso para uma correta aplicação
  • assegure que dá a dosagem certa
  • use somente produtos aprovados para a idade, peso, condição de saúde e raça. Tenha especial atenção se for um cachorro, cão sénior, uma cadela grávida ou a amamentar, com problemas de saúde ou se teve previamente sensibilidade aos produtos
  • não use produtos de gatos. Embora possam não fazer mal ao seu cão, podem não ser eficazes
  • peça aconselhamento ao seu veterinário

Conheça algumas soluções de repelentes e inseticidas:

  • inseticidas tópicos, aplicados no pescoço ou área dos ombros
  • coleiras anti-pulgas
  • champôs com função anti-parasitas
  • comprimidos

Após a aplicação dos produtos, esteja atento a eventuais sintomas por sensibilidade a químicos. Principalmente se for a primeira vez que os aplica no seu cão. Estes podem incluir:

  • vómitos
  • diarreia
  • descoordenação motora
  • baba excessiva
  • convulsões
  • falta de apetite
  • apatia

Além dos produtos repelentes e inseticidas, também pode ter outros cuidados preventivos:

  • mantenha o seu jardim ou pátio bem limpo e cuidado – corte a relva com frequência, limpe folhagem e evite pilhas de lenha
  • mantenha o pelo do seu cão bem aparado, principalmente no verão
  • escove regularmente o seu cão

Apesar de a maioria das doenças causadas por parasitas ter cura, o melhor mesmo é manter o seu cão livre deles.

PUB PUB