O que se deve levar para ir de férias?

Ir de férias com animais de companhia

Como também fazemos parte da família, os nossos donos devem garantir o nosso bem-estar quando se preparam para ir de férias, em qualquer altura do ano.

Quando os donos nos levam consigo, há vários fatores a ter em conta

Além do sítio para onde forem ter que aceitar animais de estimação, devem também procurar saber qual o médico veterinário mais próximo e ter o contacto sempre à mão.

O modo como vamos viajar é também muito importante

Se viajarmos de automóvel, podemos enjoar. Para prevenir esta situação, não devemos ser alimentados imediatamente antes da viagem. Caso sejam necessárias medidas mais “radicais”, existe um medicamento para o efeito, que deverá ser administrado cerca de uma hora antes da viagem, mas sempre de acordo com as indicações do médico veterinário.

Devemos ser sempre transportados com os cuidados adequados

Por exemplo, no caso dos cães de porte pequeno, o ideal é uma caixa transportadora. Como alternativa, poderão ser utilizados os cintos de segurança especificamente desenvolvidos para o efeito. Estes deverão fixar sempre no nosso peitoral e nunca na coleira.

Também é muito importante podermos beber água durante a viagem

Isto é especialmente importante se estiver muito calor. Os donos devem, ainda, fazer paragens de duas em duas horas para fazermos as nossas necessidades.

No avião, os donos podem ter-nos junto de si e dentro de uma caixa transportadora se pesarmos pouco

Embora esse peso varie consoante a companhia aérea em que viajem. Por isso, nestes casos, devem consultar antes a companhia com que vão voar de modo a saber se podemos ir ao pé deles. Os cães de grande porte terão de viajar no porão e devem ser acompanhados de objetos conhecidos para evitar o stress durante a viagem.

Já viajar de comboio é uma excelente opção

Os donos estarão completamente livres para nos dar toda a assistência que possamos vir a necessitar. Contudo, como é impossível controlar as paragens do comboio, os donos devem estar precavidos com papel de jornal e sacos de plástico na eventualidade de não aguentarmos para fazer as nossas necessidades fisiológicas.

As férias fora de casa devem também ser acompanhadas por material de emergência médica

Os donos não devem substituir-se ao médico veterinário, mas devem saber atuar nos casos menos graves. Funcionando assim como primeira linha de ação nos mais urgentes. A caixa de primeiros socorros deve ter termómetro rectal, solução desinfetante, gaze, adesivo e tesoura.