Dicas de treino em cães

Um cão é um animal, com vontades próprias, personalidade, instinto e desejos. Treinar um cão deve fazer parte do seu crescimento. E pode variar de acordo com o meio onde está, com a raça, com a família que o acolhe ou outros fatores. No entanto, há sempre dicas de treino que se aplicam a todos os cães. E que são um ótimo princípio para treinar o seu cão.

Dicas de treino em cães

Torne os ambientes seguros

Principalmente no que diz respeito a cachorros, é muito fácil que façam asneiras em casa, em que podem inclusivé magoar-se a si ou a outros. E, claro, estragar a casa e os objetos que lá estão, resultando numa frustração por parte dos donos.

Lembre-se, um cachorro é um cão bebé e, por isso, fará asneiras. Minimize o risco de asneiras, mantendo-o sob vigilância e em segurança. O mesmo se passa no carro e na rua. Transporte o seu cão, leve-o a passear e brinque com ele, sempre em segurança.

Fale a língua dele

Os cães aprendem algumas palavras, associando o som das mesmas á ação pretendida. Mas isso não acontece do dia para a noite! Antes de aprender essas palavras, comunique com o seu cão falando a língua dele – demonstrando o que quer que ele faça, ou não faça.
Adicionalmente, compreenda o que o cão lhe diz a si – ele não fala, mas comunica. Entenda o que querem dizer as orelhas levantadas, o rabo para baixo ou muitos outros comportamentos.

Treine com guloseimas das boas

O reforço positivo é a forma de treinar e será com esta técnica que irá conseguir resultados duradouros. E para que o reforço positivo seja bem conseguido, parte do sucesso está nas guloseimas. Afinal, os cães adoram comer!

Elogie quando faz a coisa certa

Temos muita tendência para ralhar quando o comportamento não é o desejado, mas esquecemos o elogio quando o comportamento é o correto. O cão não sabe que está a fazer bem, e não assume isso com naturalidade. Elogie quando ele faz a coisa certa, e irá incentivar esse comportamento.

Reforço imediato

Seja através de guloseimas ou de festas, o reforço para um bom comportamento tem de ser imediato. Ou seja, segundos após o comportamento. Só assim o cão vai entender que o comportamento pretendido é aquele. Caso contrário, o cão vai aceitar o reforço, mas não necessariamente do comportamento certo.

Muna-se de boa vontade e de bons argumentos, e o treino do seu cão vai ser um caminho de treino de um companheiro para a vida.

PUB PUB