O seu cão adora ir ao mar? Saiba que cuidados ter

Ir à praia é uma ótima atividade para fazer com cães, a maioria adora a água e o poder correr à vontade. No entanto, é preciso ter alguns cuidados com a água salgada. Para que seja uma ótima experiência, para todos.

Antes de mais, é preciso ter cuidado com as praias que frequenta com o seu cão. Muitas não permitem animais em determinadas alturas do ano. Assim, procure praias mais desertas, e não concessionadas, para estar à vontade com o seu cão. Não havendo ninguém por perto, e confiando que o seu cão não foge, pode até soltá-lo. Toda aquela liberdade deixa muitos cães hiperativos e cheios de felicidade!

O cão pode beber água salgada?

A água salgada não é boa para nós humanos, e também não o é para os cães. Para garantir que o cão não fica com sede, leve sempre água doce para a praia. Coloque uma tigela à sombra do chapéu e faça o seu cão parar e beber água. Desta forma, mantém-se hidratado e sem necessidade de beber água salgada.

Quais os cuidados a ter com a pele e o pelo do cão?

Afinal, a água salgada faz ou não mal à pele do cão? A resposta é muito simples. Não! Até tem propriedades benéficas. Mas, tal como acontece na nossa pele, a pele e pelo dos cães pode ficar muito seco com a água salgada e pode até provocar irritação.

Se o seu cão passar muito tempo na água, pode começar a notar o pelo a ficar mais baço. E pode até começar a perder pelo.

Algumas raças estão mais aptas a suportar os efeitos da água salgada, como é o caso dos labradores ou os cães de água. O pelo naturalmente mais oleoso tem mais resistência à água salgada. O que faz com que fiquem com a pele mais hidratada.

Os cães com dupla camada de pelo tendem a ter mais problemas com a água salgada. São exemplo disso os Huskies. Estes cães retêm a água salgada entre as camadas de pelo, o que pode causar irritação. Também os cães de pelo fino, como os Yorkshires, podem sofrer com a água salgada e o sol, porque o pelo não lhes oferece tanta proteção.

Como proteger a pele dos cães da água salgada?

  • Não dê banho ao seu cão antes de ir à praia. Deste modo, não irá retirar o óleo naturalmente presente no pelo e desproteger o seu cão
  • Depois de sair da água salgada, lave-o com água doce. Se o seu cão tiver dupla camada de pelo, assegure que a água limpa bem os restos de sal
  • Coloque-o à sombra a secar. Deixar que o pelo seque ao sol deixará pele e pelo ainda mais secos
  • Coloque-lhe protetor solar para cães, principalmente na zona interna da orelha e nariz. Se o seu cão tem pelo fino, será mesmo essencial
  • Considere levar champô hipoalergénico e calmante da pele. Assim, se a pele do seu cão tiver uma reação à água salgada, lave-o rapidamente com o champô e água doce

E será que o cão sabe nadar?

Ao contrário do que se pensa, nem todos os cães sabem nadar. No entanto, praticamente todos saberão manter-se à tona de água. Desde que não fiquem exaustos, não deverá haver problema. Tenha alguns cuidados como:

  • Não nade para fora de pé. O seu cão pode tentar ir atrás de si e ficar aflito
  • Fique atento a correntes ou ondulação forte
  • Não perca o seu cão de vista
  • Obrigue-o a parar e descansar

O mais certo é o seu cão adorar a praia. Com estes cuidados com a água salgada, a experiência será mais que correspondida e a repetir.

 

PUB PUB