Autobronzeador ou bronzeador?

AE moda autobronzeador web1 | Auchan&Eu

Os dois produtos existem para deixar a pele com um tom mais moreno e um aspeto mais luminoso. No entanto, têm necessidades diferentes para que façam o efeito pretendido. Têm nomes diferentes, mas não têm a mesma finalidade.

A principal diferença entre autobronzeadores e bronzeadores está na necessidade da exposição solar.

Assim, só se consegue aumentar o tom moreno com um bronzeador se apanhar sol. Em contrapartida, o autobronzeador é para utilizar quando não existe exposição solar. Os bronzeadores aumentam os níveis de melanina, o pigmento responsável por dar cor à nossa pele, durante a exposição solar, para intensificar e tornar mais rápido o processo de bronzear. Já o autobronzeador atua sem ser necessário apanhar sol, pois utiliza dihidroxiacetona (DHA). É mais comum usar bronzeadores durante a primavera e verão, pois são utilizados em idas à praia, piscina ou campo.

Não esquecer que há bronzeadores que não têm associado qualquer tipo de proteção solar e que, por isso, deve ser aplicado um protetor solar em simultâneo. Já o autobronzeador é mais comum durante o outono e inverno, afinal é nesta altura que apanhamos menos sol e se torna difícil manter um tom de pele mais bronzeado.

Há também quem opte pelos autobronzeadores antes mesmo de começar a fazer praia, assim já começa o verão com uma ‘corzinha’.

Só se consegue aumentar o tom moreno com um bronzeador se apanhar sol, já o autobronzeador é para utilizar quando não existe exposição solar. Círculo Protetor solar, sempre Os protetores solares não impedem o bronze, apenas os efeitos de uma exposição excessiva ao sol, como escaldões que aumentam os riscos de cancro e outros problemas graves de pele.

Artigo realizado pela Brand Story Content da Global Media Group para a Revista “A Minha Saúde e Bem Estar” da Auchan, edição nº85, 2022

[instagram-feed]