Cuidados a ter com as plantas de interior

AE casa plantas web | Auchan&Eu

Localização e Luz

Podemos dividir as plantas em:

  • Plantas muito exigentes em luz (normalmente na etiqueta ou num livro sobre plantas aparece o símbolo de um sol) estas plantas devem ser colocadas perto de uma janela ou num local que apanhe sol durante parte do dia de preferência durante a manhã ou ao fim da tarde. Nunca coloque diretamente atrás de um vidro
  • Plantas pouco exigentes em luz (normalmente na etiqueta ou num livro sobre plantas aparece o símbolo de um sol pela metade ou com uma nuvem em cima) coloque a planta numa divisão luminosa mas sem a planta apanhar sol direto.

Temperatura

Normalmente as plantas de interior não suportam mudanças bruscas de temperatura. Evite colocar as plantas em locais onde possa existir uma corrente de ar, junto a fontes de calor (aquecedores, lareiras), de frio (ventoinhas) ou diretamente sob aparelhos de ar condicionado.

Rega

A água é um bem essencial a toda a vida inclusive a das plantas. Mas o excesso de água das plantas mata mais que a falta de água! É difícil criar uma regra sobre o número de vezes que temos que regar uma planta, porque a frequência da rega depende do tipo de planta, da luz e da temperatura do local onde a planta está. Quando regamos devemos distribuir a água por toda a superfície do vaso.

Podemos dividir a rega em 3 tipos

  • Rega reduzida: A terra deve ficar apenas humedecida, sem deixar a água escorrer para o prato. O substrato pode secar entre regas.
  • Rega moderada: A terra deve ficar molhada, mas não encharcada. A rega deve ser feita novamente logo que a camada superficial estiver seca ao tato.
  • Rega abundante: A terra deve estar sempre molhada mas não encharcada. Regar até que a agua escorra para o prato.

Após regarmos, a água que fica no prato deve ser despejada.

Drenagem

Garantir uma boa drenagem é essencial para evitar que as raízes das plantas apodreçam e consequentemente a planta morra assim:

  • Verifique que se o fundo do vaso onde vai colocar a planta tem furos drenagem. As vezes nos vasos de barro o furo está lateralmente.
  • Antes de colocar a terra faça uma camada com cerca de 5 cm de argila expandida (leca) ou cascalho ou pequenas pedras previamente lavadas.

Adubar

As plantas devem ser adubadas periodicamente. No período de maior crescimento (Primavera e Verão) a fertilização deve ser mais frequente, 1 vez por semana ou cada 15 dias. No outono podemos fertilizar 1 vez por mês. No Inverno não devemos adubar.

Há adubos específicos para diversos tipos de plantas. De uma forma geral podemos utilizar um adubo universal para plantas verdes quando não há flores e um adubo universal para plantas floridas quando há flores. Para as orquídeas é aconselhável utilizar um adubo específico.

Preferencialmente utilize adubos líquidos e respeites as quantidades que vem na embalagem, Se utilizar um adubo solido evite colocá-lo junto ao caule da planta e deve sempre regar após a aplicação do mesmo.

O vaso

A planta deve ser trocada de vaso logo que as raízes comecem a sair pelos furos de drenagem. Quanto a planta é comprada, devemos aguardar cerca de 2 a 3 semanas para a trocar.

Devemos utilizar o tamanho de vaso imediatamente a seguir. No fundo do vaso colocar uma camada de argila expandida (leca) e por cima o substrato e só depois a planta. Preencher o espaço em volta da planta com terra. Pressionar e por fim regar.

Se utilizarmos um vaso de barro novo, devemos previamente submergi-lo num balde com água até que deixem de sair bolhas de ar.

Limpeza

Retire as folhas velhas e as flores secas. Deve também limpar as folhas com um pano húmido ou pulveriza-las com água. Neste caso deve fazê-lo durante a manhã para dar tempo a que as folhas sequem.