3 dicas para reduzir a angústia da separação?

AE bebe 0004 angústia da separação 243619380 | Auchan&Eu

As ligações emocionais que se desenvolvem com os filhos são muito fortes e é natural que a criança se ressinta quando tem de se afastar dos pais. As situações mais comuns são o regresso ao trabalho depois da baixa de maternidade, a ida para a creche e mais tarde a ida para a escola. São todos momentos difíceis tanto para pais como para filhos.

Quantos pais e filhos não prolongam o momento da despedida e multiplicam os adeus, os abracinhos, os beijinhos? E quantos pais não ficaram já a espreitar as crianças para terem a certeza que ficam bem? E quantas crianças não largam o colo na chegada à creche transformando-se em verdadeiras lapas?

Estas são situações muito frequentes e compreensíveis porque são a consequência da ansiedade gerada pela separação. A criança sofre com a separação mas na maioria dos casos ultrapassa progressivamente essa ansiedade. No entanto, é natural que no início a adaptação seja mais difícil e que tenha algum impacto na qualidade do sono e nalguns choros mais persistentes. Se notar outros sintomas persistentes deve consultar o pediatra.

Como reduzir a angústia da separação?

Existem alguns truques que podem ajudar…

  • Regressar

Antes de ir embora, repetir sistematicamente e todos os dias, que a mãe ou o pai vão regressar para a vir buscar. Se a criança já conseguir perceber, dar uma referência de tempo (pode ser “depois do lanche” – “depois da sesta” – “quando o sol estiver quase a ir dormir” – etc.).

  • Não prolongar a despedida

Prolongar a despedida só prolonga o sofrimento e a angústia da separação. A saída tem de ser firme e não pode voltar para trás, nem virar-se mesmo que haja choros. Se o fizer vai apenas reforçar a ansiedade. Evite também entrar com a criança ao colo. Se ela já andar promova a entrada pelo seu próprio pé.

  • Incentivar a experiência fora de casa

Seja na fase da creche ou da escola, ou até da ida para casa de um cuidador, tente falar do que foi feito ao longo do dia com entusiasmo e enaltecer as conquistas. Mesmo que a criança ainda não saiba contar o que fez peça referências do que aconteceu ao longo do dia e reforce positivamente a experiência.