Brincar ao faz-de-conta

Estimular a imaginação das crianças contribui para uma parte importante do seu desenvolvimento. A capacidade de explorar histórias imaginárias e brincar ao faz-de-conta são, por volta dos 3 anos de idade, elementos que podem estar presentes diariamente nas brincadeiras.

Os bebés apreendem todos os estímulos exteriores a grande velocidade e de forma intensa.

Brincar ao faz-de-conta, mais tarde, vai ser uma forma de aplicação de toda essa informação acumulada. Mas também de tudo o que eles observam e assimilam diariamente.

Criar ou reformular histórias imaginárias permite que eles consigam antecipar situações futuras, analisar e interpretar melhor as situações.
O processo criativo do “faz-de-conta” também estimula a criatividade e o improviso, para além de explorar a linguagem.

A nível emocional, a criança está também a trabalhar a sua autoconfiança à medida que vai construindo as suas histórias. Nalguns casos, inclui até situações que a incomodam, para poder ultrapassar o seu próprio medo ou insegurança.

Se a criança não o faz de forma espontânea, o adulto pode estimular ajudando a criar um cenário em desenho ou em cartão, lançar temas, brincar às lojas, fazer um teatro, etc.