Alergias alimentares comuns

As alergias alimentares comuns estão estatisticamente relacionadas com grupos de alimentos específicos:

  • laticínios
  • ovos
  • crustáceos
  • alguns tipos de frutos secos

Mas isso não significa que o bebé irá desenvolver intolerância a estes alimentos.

A introdução de alimentos deve ser determinada pelo pediatra e, se existirem alergias na família direta, deve comunicar esta informação ao médico. A probabilidade aumenta se ambos, pai e mãe, tiverem alergias a determinados alimentos.

Os bebés são mais vulneráveis porque o sistema imunitário não é tão forte como o dos adultos. Podem ser intolerantes a determinados alimentos e na idade adulta já não demonstrarem sintomas.

A que sintomas se deve estar alerta?

  • Borbulhas vermelhas na pele, em particular no rosto, pescoço, costas e pernas.
  • Inchaço dos lábios, pálpebras e língua.
  • Dores de barriga seguidas de vómitos e diarreia
  • Letargia (o bebé fica prostrado, sem reação)

Podem existir sintomas mais graves como dificuldades respiratórias, dedos e pés de cor roxa… nestes casos, deve contatar de imediato a emergência médica.

Não existem formas específicas de prevenção, mas a introdução de novos alimentos deve ser sempre feita de forma gradual (em poucas quantidades), para avaliar a tolerância do bebé. Também se devem experimentar alimentos novos com intervalos de 1 semana, para dar tempo ao organismo de habituar.

PUB PUB